MEDOLICO - Cooperação Mediterrânea para o tratamento e valorização das águas ruças

resumo

Os resíduos gerados pelo processo de extracção do azeite, nomeadamente as águas ruças, devem ser eliminados de forma eficiente, de modo a evitar danos ambientais: Como principais características as águas ruças apresentam um baixo índice de biodegradabilidade e uma elevada carga poluente.
Neste contexto, e de modo a melhorar a sustentabilidade dos lagares de azeite urge pôr em prática processos e tecnologias de tratamento adequados ao sector de modo evitar a poluição gerada. Estes processos devem ser eficientes, de fácil implementação e laboração e precursores de novas possibilidades no que diz respeito à recuperação de produtos. Actualmente, os lagares de azeite não utilizam métodos inovadores de tratamento de águas ruças, basicamente porque os produtores ou não estão cientes dos danos ambientais causados pela sua actividade ou dos benefícios que podem obter a partir do seu aproveitamento, em termos de novos mercados (mercado de energia, cosméticos, fitoterapêuticos, nutricionais, etc.)
O objetivo do Projeto MEDOLICO consiste em informar os produtores de azeite do risco ambiental da sua actividade e proporcionar-lhes soluções inovadoras para o tratamento e valorização das águas ruças (OMW).

 

Páginas do projeto:

www.medolico.com

www.facebook.com/Medolico