Go to content
vol-ii-fasc-2-1946

Vol. II, Fasc. 2 (1946)


Vol. II, Fasc. 2 (1946)Category: Publications, Estudos, Notas e Trabalhos, 1940 to 1949
Last updated: 11/05/2021

15.90

VAT at legal rate included in the price quoted.

Description

Papers

1. Estudos das Possibilidades de Exploração das Minas Portuguesas de Fosforite.
J. M. de Almeida Fernandes (5 pages)
Abstract: As nossas minas de fosforite são todas de origem hidrotermal, encontrando-se sempre a fosforite em filões de quartzo encaixados nos granitos porfiróides.A distribuição do minério nos filões é extremamente irregular, ora em impregnações na ganga quartzosa, ora em veios geralmente delgados e, neste caso, o filão apresenta uma estrutura zonada. Há enriquecimentos locais de fosforite, constituindo verdadeiras bolsadas, mas não existem, ou pelo menos naõ se evidenciaram até agora, concentrações que garantissem uma exploração intensiva. A reduzida possança das fosforites, a irregularidade da sua distribuição e o carácter superficial das impregnações, caracterizam os nossos jazigos, tornando aleatório e improvável o êxito da lavra. Admitindo que os jazigos podiam ser explorados em boas condições – não é isso que se verifica – e que podiam fornecer quantidades de fosforites suficientes para o abastecimento da nossa indústria, haveria necessariamente um período – talvez mais de um ano – em que a extracção seria muito reduzida, isto porque os trabalhos preparatórios e o equipamento das minas não tinham ainda o desenvolvimento preciso.
Resumindo: das minas que visitámos não podem extrair-se grandes quantidades de fosforite. A pequena tonelagem que se arrancasse teria um preço de custo impossível de prever, mas com certeza muito elevado. A iniciativa particular poderia talvez, em trabalhos superficiais e por processos expeditos, arranjar algumas centenas de toneladas a um preço razoável. Mas é evidente que isso não resolveria o problema.

2. Notas Sobre a Dosagem do Cálcio nos Calcários, Cais e Cimentos.
Jorge de Campos (6 pages)

3. Notas Sobre a Região Mineira de S. João da Corveira.
J. M. Cotelo Neiva (13 pages)
Abstract: Os jazigos estudados podem dividir-se, do ponto de vista geológico-geográfico, nos seguintes grupos: Pontido n.º 2, Fonte do Ouro, Sobrado, Pontido e Coral. São formações de natureza pegmatítica granítica cujos afloramentos estão indicados na carta geológica junta. São predominantemente filões ptigamíticos, isto é, concordantes com os micaxistos e acompanhando as numerosas e mais pequenas dobras que estes apresentam. Os minerais da pegmatite, especialmente os feldspatos, estão bastante alterados. As possanças dos filões variam , em média, de 1 a 2,90 m. A cassiterite encontra-se finamente disseminada nas pegmatites graníticas e os seus maiores cristais observam-se em Sobrado, onde a mineralização é mais rica.A riqueza das pegmatites em cassiterite é, predominantemente, 1,6/1000. Em Sobrado é que atinge o valor, localmente excepcional, de 2,6/1000. A riqueza média do conjunto é 1,8/1000. Na linha de água, que vem de Pontido n.º 2 até à lavaria e depois inflecte para W, encontram-se formações aluvionares, indicadas na carta a amarelo, e que necessitam de ser estudadas em pormenor, em especial no que diz respeito à sua riqueza em cassiterite – pois contém este mineral – e ao seu aproveitamento económico.
Esta região está bem servida de vias de comunicação, que da estrada à lavaria necessitam ser reparadas. Quanto a perspectivas económicas:

    a) A riqueza do jazigo está dentro do normal dos jazigos portugueses, atingindo valor excepcional local em Sobrado;
    b) As reservas devem ser enormes por se tratar de filões com modo de jazida de filões ptigamíticos;
    c) As vias de comunicação são praticamente acessíveis a automóveis e camiões;
    d) A região está desprovida de energia eléctrica. Com os recursos regionais é possível que se pudesse produzir a energia eléctrica necessária aos trabalhos mineiros e iluminação das povoações próximas.

Tudo leva a crer numa vantajosa exploração destes jazigos desde que um competente engenheiro de minas faça o estudo de plano de lavra e das instalações a construir, e dirija eficientemente a exploração mineira.

4. Notas Sobre o Jazigo de Caulino de Vegas de Matute (Segóvia).
A. Bernardo Ferreira ; J. Guimarães dos Santos ; J. de Almeida Penha (25 pages)

5. Resumo da Actividade do Serviço de Fomento Mineiro Durante o Primeiro Semestre de 1946.
(5 pages)

6. Um Achado Romano – Lucernas.
L. de Albuquerque e Castro (3 pages)


Contact

Email: venda.publicacoes@lneg.pt
Phone: + 351 210 924 635