Ir para conteúdo
PT LOGIN LOGIN
no-26-contribution-a-l-etude-du-bassin-houiller-du-douro-nw-de-portugal-atlas-de-micropetrographie-des-peranthracites-1978

Nº 26 - Contribution à L` Étude du Bassin Houiller du Douro (NW de Portugal) - Atlas de Micropetrographie des Peranthracites (1978)


Nº 26 – Contribution à L` Étude du Bassin Houiller du Douro (NW de Portugal) – Atlas de Micropetrographie des Peranthracites (1978)Categoria: Publicações, Memórias (nova série)
Última atualização: 18/05/2016

20.00

O preço inclui IVA à taxa legal em vigor.

Descrição

Artigos

1. Nº 26 – Contribution à L` Étude du Bassin Houiller du Douro (NW de Portugal) – Atlas de Micropetrographie des Peranthracites
M. J. Lemos de Sousa

resumo: Após uma introdução geral em que apresenta a Bacia Carbonífera do Douro dos pontos de vista quer geológico, quer mineiro e na qual, além disso, faz um balanço dos estudos até à data levados a efeito sobre as perantracites aí exploradas, o autor dá relato dos trabalho inéditos por si efectuados sobre o estudo da composição petrográfica (tipo) das perantracites da Bacia Carbonífera do Douro. Nesta segunda parte do trabalho e precedendo a descrição pormenorizada da composição petrográfica propriamente dita o autor faz, em primeiro lugar, um resumo dos conhecimentos sobre o tipo das antracites (l.s.), após o que discute os problemas peculiares suscitados pelo estudo das perantracites durinses em consequência dos quais foi levado a propôr uma nomenclatura, baseada em concepções genéticas, para a descrição do tipo nos termos mais elevados da incarbonização.A metodologia utilizada para o estudo do tipo é, ainda, alvo de uma análise crítica. Por fim, o autor apresenta os resultados obtidos no estudo dos efeitos, quer da tectónica, quer da oxidação natural em afloramento nas perantracites do Douro.

Em conformidade com razões expostas pelo autor, esta publicação pretende ser, fundamentalmente, uma primeira contribuição do conjunto, tão completa quanto possível, para o conhecimento da composição petrográfica dos termos mais elevados da incarbonização, quer no que respeita a carvões (perantracites), quer no que respeita à matéria orgânica fóssil dispersa nos sedimentos (organólitos) do mesmo grau de carbonização.


Contacto

Email: venda.publicacoes@lneg.pt
Telefone: + 351 210 924 635