2567
PT LOGIN LOGIN
Tomo 32 (1990)

Tomo 32 (1990)


Tomo 32 (1990)Categoria: Publicações, Estudos, Notas e Trabalhos, 1990 a 1999

15.90

O preço inclui IVA à taxa legal em vigor.

Descrição

Artigos

1. Calcários e Dolomitos de Trás-os-Montes e Alto Douro – Análise dos Graus de Explorabilidade e Utilização
Giuseppe Manuppella ; José C. Balacó Moreira (34 páginas)

resumo: Face ao interesse demonstrado pelas matérias-primas das áreas em apreço, os A. A. começaram por reunir todos os elementos disponíveis de estudos parciais realizados em várias épocas. Procederam ao enquadramento geológico das diferentes zonas, descreveram os respectivos afloramentos, analisaram as suas potencialidades e condições de exploração e acesso.Da conjugação dos diversos parâmetros tomados como referência, foi possível estabelecer o grau de utilização dos calcários e dolomitos na variada gama da indústria nacional.

2. Geological, Mineralogical and Lithogeochemical Studies in the Gois and Vila Pouca de Aguiar – Vila Real Region, Portugal
J. M. Santos Oliveira (22 páginas)

resumo: This research project aims to reach two main objectives:

    a) a better knowledge of the mechanisms of transport and deposition of gold in the epithermal ore deposits as well the composition of the mineralizing solutions and the metalogenetical models of those deposits; and
    b) the investigation on mineralogical guides, parameters and criteria useful for further prospecting of non outcropping gold-silver and tin-tungsten ore deposits.

The present report summarizes the DGGM activities in that project which was carried out in collaboration with the British Geological Survey of London. A number of interesting results from samples collected in schist and granitic terrains of Portugal were achieved wich can assist in campaigns of mineral prospecting.

3. O Caulino do Olho Marinho (Serpins-Lousã)
Fernando Antunes Gaspar Pita (9 páginas)

resumo: O jazigo estudado situa-se junto à povoação de Olho Marinho, concelho da Lousã. Foram realizados ensaios tecnológicos tendo permitido verificar que o caulino de Olho Marinho apresenta as seguintes propriedades: pequena resistência mecânica a cru, apresentando no entanto elevada resistência mecânica após cozedura; pequena viscosidade, yield-value médio e é ligeiramente tixotrópico; elevada resistência piroscópia; elevado grau de brancura de algumas amostras.Em face das suas características aponta-se a indústria cerâmica como principal destinatária desta matéria prima.

4. Potencialidades dos Granitos Aflorantes na Região da Folha 14-D – Aguiar da Beira
J. M. Farinha Ramos (28 páginas)

resumo: A procura de rochas graníticas para exploração de rocha ornamental tem aumentado notoriamente nos últimos anos, pelo que numerosas entidades vêm solicitando apoio na prospecção de novos tipos litológicos e afloramentos que permitam com alguma hipótese de sucesso, a extracção de rocha para fins ornamentais.Este trabalho apresenta os resultados de prospecção do maciço ígneo aflorante no Concelho de Aguiar da Beira e áreas limítrofes (Centro N de Portugal), com definição dos tipos litológicos mais interessantes e dentro de cada tipo, os afloramentos que revelam melhores características para exploração de rocha ornamental.

5. Resultados da Aplicação do Método Mineralométrico com Base em Solos Superficiais à Prospecção de Jazidas Primárias de Cassiterite, Volframite e Ouro na Região de Góis
Acúrcio Neto Parra (10 páginas)

resumo: O autor apresenta, de forma aprofundada e experimental, os resultados da aplicação do método mineralométrico com base na amostragem de solos superficiais de interflúvios à prospecção de jazidas primárias de cassiterite, volframite e ouro.Os ensaios realizados demonstram a eficácia desta modalidade de prospecção, fase táctica, nas condições de geologia e metalogenia da região mineira de Góis.

6. Rochas Ornamentais Algarvias: Contribuição para o seu Conhecimento
J. M. Farinha Ramos ; A. Casal Moura ; José M. Conceição Grade (6 páginas)
resumo: Neste trabalho descrevem-se, resumidamente, as condições geológicas e estruturais das pedreiras algarvias fornecedoras de rochas ornamentais. Apresentam-se, ainda, as características mineralógicas, texturais, físico-mecânicas e químicas próprias de cada um dos tipos de rocha em exploração. Refere-se, finalmente, a evolução da produção e do valor das rochas ornamentais extraídas e esboça-se uma avaliação geral das potencialidades regionais neste sector da indústria extractiva.

Contacto

Email: venda.publicacoes@lneg.pt
Telefone: + 351 210 924 635


 

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com