2434
PT LOGIN LOGIN
Tomo LXI (1977)

Tomo LXI (1977)


Tomo LXI (1977)Categoria: Publicações, Comunicações Geológicas, 1970 a 1979

15.90

O preço inclui IVA à taxa legal em vigor.

Descrição

Artigos

1. Aplicação de Métodos de Taxonomia Numérica na Classificação de Águas Minerais de Portugal Continental
J. M. P. Cabral ; A. Herculano de Carvalho ; M. B. Lima (20 páginas)

resumo: A classificação de águas minerais do Continente Português é re-examinada recorrendo a métodos de taxonomia numérica. Consideraram-se 49 amostras de águas, cujas nascentes cobrem uma vasta área desse território. Para a sua caracterização empregaram-se 18 caracteres, 12 dos quais são concentrações de alguns catiões e aniões presentes nas águas, e os restantes são grandezas físico-químicas. Calcularam-se dois tipos de coeficientes de semelhança, a distância euclidiana média e o coeficiente de correlação.Usaram-se vários métodos de análise de grupos, um de partição (K-centróides) e os outros de agregação do tipo SAHN. Utilizou-se também um método de ordenação, nomeadamente o método de análise em componentes principais.

Reconheceram-se quatro grandes grupos, cujas características se apresentam. Verificou-se, dum modo geral, uma boa concordância entre os resultados obtidos por estes métodos e a classificação que tem vindo a ser adoptada pelo Instituto de Hidrologia de Lisboa.

2. Cénomanien Moyen de Cacém de Cima
S. Jonet (28 páginas)
resumo: Está descrito um corte detalhado dentro do Cenomaniano médio do Cacém de Cima onde as camadas, calcárias e margo-argilosas, são cortadas por 3 falhas e dykes eruptivos. Estas camadas, além de Moluscos e, sobretudo, de numerosos Ostracodos, têm fornecido bastantes fragmentos de peixes e répteis.
3. Contribuição para o Estudo do Cretácico Superior em Portugal – Sedimentação da Formação Carbonatada em Antanhol e Marmeleira do Botão
L. M. Ferreira Marques ; M. M. Godinho ; A. Ferreira Soares (18 páginas)

resumo: Com base em amostragem efectuada nos afloramentos cretácicos (realce para a Formação Carbonatada, F. Soares, 1966) da Marmeleira do Botão e Antanhol, constituiu-se uma matriz de 56 amostras x 13 variáveis que foi objecto de análise estatística tendente a:

    1) determinar as relações entre as 13 variáveis quantificadas (cálculo dos coeficientes de correlação de Bravais-Pearson);
    2) estabelecer um esquema hierarquizante (o processo é aglomerativo e de emparelhamento ponderado) das 56 amostras;
    3) analisar a variação total contida na matriz (análise factorial de correspondências).

Em aproximação, os factores responsáveis por 84% da variação total dos dados são:

    1) factor I (carbonatos + Ca e silte + areia, com acompanhantes fundamentais K + Na), distância à linha de costa;
    2) factor II (silte + argila e areia + curtose), energia no meio de sedimentação e aproximação a contribuintes efectivos.

Ainda que se tenha admitido sedimentação em idêntica zona ambiental (infralitoral superior a litoral dominante), a articulação litossomática da Formação Carbonatada é distinta em ambos os afloramentos. Em Antanhol ela é fundamentalmente comandada pelo factor I, enquanto na Marmeleira do Botão o comando fundamental é pelo factor II.

4. Descoberta de Insculturas com a Figura Humana Estilizada na Região de Brotas (Moura). O Penedo de Almoinho
G. Zbyszewski ; O. da Veiga Ferreira ; M. Leitão ; C. T. North (10 páginas)
resumo: Os autores da presente nota descrevem as gravuras pré-históricas rupestres estilizadas com figuração humana descobertas no Penedo da Almoinha na região de Brotas. Depois de terem feito a comparação com outras gravuras do mesmo tipo conhecidas não somente em Portugal mas também noutros países, os autores explicam o sentido e a cronologia das gravuras.
5. Estação Paleolítica do Monte da Faia (Caia da Urra, Portalegre)
F. MacCartney ; G. Zbyszewski ; O. da Veiga Ferreira ; M. Leitão ; C. T. North (68 páginas)

resumo: O actual trabalho corresponde a um estudo da estação paleolítica do Monte da Faia e de seu material descoberto por R. e F. MacCartney em 1972.O exame da tipologia das peças e dos dados estatísticos mostra que se trata essencialmente do Acheulense evoluído (médio e superior) dando passagem às indústrias mustierense de tipo languedocense.

6. Estação Paleolítica do Olival do Arneiro (Arruda dos Pizões, Rio Maior)
G. Zbyszewski ; O. da Veiga Ferreira ; M. Leitão ; C. T. North (72 páginas)

resumo: Le présent travail correspond à l’étude d’un des gisements paléolithiques découverts autrefois par le Prof. Manuel Heleno dans la région de Rio Maior: celui de Olival do Arneiro (Arruda dos Pizões).Les industries étudiées se divisent en deux complexes sucessifs qui diffèrent tant par leur typologie que par leur état physique.

Le premier, plus ancien, divisé en 3 séries correspond à un ensemble moustérien avec éléments de techniques tayacienne et levalloisienne.

Le deuxième, lui aussi divisé en 3 séries, est moustérien et surtout paléolithique supérieur avec prédominance nette de formes solutréennes.

7. L’ Application de Méthodes Quantitatives pour l’ Étude des Microfaciès. Mise en Évidence des Composants Organiques et de Leur Biotipe dans Divers Gisements du Crétacé Inférieur Portugais
Pierre Cugny (34 páginas)
resumo: Depuis une dizaine d’années, dejá, les méthodes de l’analyse des données multidimensionnelles sont utilisées en écologie. Plus récemment diverses publications montrèrent qu’elles pouvaient être employées avec profit en géologie. Le présent travail est une extension de leur utilisation à l’étude des microfaciès. L’exemple a été choisi dans le Barrémien terminal et le Bédoulien d’Estremadura (Portugal). Une partie des résultats a déjá fait l’object d’unepublication. Cependant, en raison de la nécessaire brièveté de l’exposé, nous n’avons pu donner que les plus marquants, nous réservant de revenir ensuite sur les problèmes posés par l’utilization de ces méthodes en fonction de nos donnés: Choix et mode de quantification des “descripteurs” du microfaciès, choix liés à l’emploi des méthodes elles mêmes, valeur du tableau de données dans le cas de fossiles peu représentés, difficultés d’interprétation. C’est cet aspect du problème qui est plus spécialment envisagé ici.
8. Notes sur la Géologie et la Paléontologie du Miocène de Lisbonne. Sur un Amphicyon (Mammalia, Ursidae) du Burdigalien
Miguel Telles Antunes ; Léonard Ginsburg (8 páginas)
resumo: Descreve-se uma nova espécie, Amphicyon olisiponensis, de Ursídeo do Burdigaliano médio IV-b de Quinta do Narigão (Lisboa). Tem afinidades com as formas mais primitivas de Amphycyon giganteus, das quais se distingue por certos caracteres dentários, p. ex. pela estrutura do talónido interno do M1. A forma em estudo conserva características mais primitivas do que as de Amphycyon giganteus carnutense n. Ssp. do Burdigaliano inferior de Chilleurs-aux-Bois. É admitida a independência de duas linhas filéticas, das quais a de A. g. carnutense se orienta nitidamente para o A. giganteus típico.
9. Nouvelles Découvertes de Cromlechs et de Menhirs au Portugal
G. Zbyszewski ; O. da Veiga Ferreira ; H. Reynolds de Sousa ; C. T. North ; M. Leitão (12 páginas)
resumo: Aproveitando a descoberta de dois cromleches nas regiões de Pavia e Mora e após alguns comentários sobre estes monumentos os autores da presente nota dão a lista de todos os cromleches e menhires conhecidos até agora em Portugal.
10. O Anfibolito Olivínico do Engenho Novo (Vila da Feira)
Miguel Montenegro de Andrade (20 páginas)
11. O Devónico de S. Félix de Laúndos
Jacinto Correia Perdigão (20 páginas)

resumo: Trata-se duma contribuição para melhor conhecimento do Eo-devónico de além-Douro, nos moldes das que o autor tem vindo fazendo para as outras regiões similares do País.Estuda as diversas jazidas devónicas conhecidas, descrevendo a fauna e a fácies, especialmente de braquiópodes, concluindo os respectivos níveis estratigráficos. Faz, ainda, a correlação da fauna estudada com a de outras localidades, tanto nacionais como estrangeiras.

12. O Espólio Arqueológico das Grutas da Ribeira dos Crastos (Caldas da Rainha)
O. da Veiga Ferreira ; C. T. North ; M. Leitão (8 páginas)

resumo: Os autores descrevem e estudam material arqueológico proveniente de duas grutas da Ribeira dos Castros (Caldas da Rainha).Salientam a importância deste estudo em virtude de ser a estação mais ao norte da Península de Lisboa com cerâmica campaníforme.

13. Sobre a Idade dos Granitos e do Grupo Vulcano-sedimentar da Região de Chipindo-Angola
J. R. Torquato ; J. Tomás Oliveira (16 páginas)
resumo: Apresenta-se um breve resumo da geologia do grupo vulcano-sedimentar da região de Chipindo, Angola, bem como dos granitos intrusivos circundantes. Determinações geocronológicas efectuadas em rocha total pelo método de Rb/Sr em amostras das formações inferior e superior permitem escalonar a idade do grupo vulcano-sedimentar entre os 2149 ± 83 M.A. E os 1835 ± 20 M.A. Foram ainda datadas 5 amostras de granitos que lhe conferem uma idade de 1557 ± 35 M.A., vindo assim confirmar serem posteriores ao grupo vulcano-sedimentar, fazendo provavelmente parte de um grande batólito granítico que se prolongará até próximo da cidade de Huambo. Admite-se ainda que as rochas do grupo vulcano-sedimentar se terão depositado em ambiente geossinclinal, e que farão parte do cinturão orogénico de Quipungo, já definido a SW da região considerada.
14. Sobre um Belo Exemplar de Natrolite do Filão Dolerítico das Gaeiras (Caldas da Rainha)
Miguel Montenegro de Andrade (14 páginas)
15. The Relative Timing of Metamorphism, Granite Emplacement and Hydrothermal Ore Deposition in the Panasqueira District (Beira Baixa, Portugal)
William C. Kelley (6 páginas)
16. Três Ossos de Vertebrados Quaternários
G. Zbyszewski (4 páginas)
resumo: Em publicações anteriores estudámos restos de vertebrados quaternários encontrados em diversos pontos do País. Acrescentando à lista já existente, falaremos de mais três ossos, dos quais dois encontrados alguns anos atrás e um terceiro proveniente de uma colheita antiga e fazendo parte das colecções dos Serviços Geológicos.

Contacto

Email: venda.publicacoes@lneg.pt
Telefone: + 351 210 924 635


Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com