2587
PT LOGIN LOGIN
Vol. III, Fasc. 4 (1947)

Vol. III, Fasc. 4 (1947)


Vol. III, Fasc. 4 (1947)Categoria: Publicações, Estudos, Notas e Trabalhos, 1940 a 1949

15.90

O preço inclui IVA à taxa legal em vigor.

Descrição

Artigos

1. Algumas Estruturas e Tectónica Especial do Jazigo de Carvão do Pejão.
José Lopes da Silva Freire
Resumo: A realização da primeira fase de um projecto de sondagens de reconhecimento geológico e mineiro na área do Couto Mineiro do Pejão, a cargo do Estado Português, deu-nos a oportunidade de estudar – como já fizeramos em idênticas circunstâncias para o jazigo de S. Pedro da Cova – algumas das suas particularidades geológicas e estruturais.

2. Breve Notícia Sobre o Jazigo de Ferro-titânio da Praia de S.Torpes (Sines).
G. de Castro Leandro

3. O Jazigo de Minérios de Manganês de Cerro do Lírio (Castro-Verde).
C. da Conceição Fernandes
Resumo: Os trabalhos de pesquisa realizados na Mina do Cerro do Lírio são sobremaneia insignificantes para com eles se poder fazer um juízo seguro sobre as condições do jazigo. Embora perante os mesmos admitissemos certas suposições que nos parecem lógicas, devemos encará-las com a prudência necessária e procurar tirar tudo o que objectivamente possamos considerar.As reservas do jazigo, a qualidade do minério e as dificuldades de exploração são factores que isoladamente não animam; todavia, dentro de uma exploração conjunta das minas de minérios de manganês, não deve ser para desprezar o seu valor económico. O problema de exploração é deveras complicado.
Parece à primeira vista dever ser aceite o processo de lavra a céu aberto, não só por ser o mais fácil como também o mais compatível com o valor do produto; terá contudo de ser posto de parte por ser economicamente impraticável o movimento de terras que recobrem o jazigo em toda a sua extensão e para uma profundidade prevista de 10 metros. Haveria ainda dificuldade em escolher um local próximo da área, favorável ao depósito de entulhos, visto o terreno ser sensivelmente plano.
A lavra subterrânea tornar-se-à também onerosa pela necessidade constante de entivação. A rocha a perfurar é de dureza média, constituída por xistos argilosos por vezes atravessados por veios de quartzo.
O conhecimento da génese destes jazigos obriga-nos a ponderar sobretudo o que neles haverá a fazer para se aproveitar a maior quantidade possível de minério em condições económicas.
(…) Resumo Parcial

4. Resumo da Actividade do Serviço de Fomento Mineiro Durante o Segundo Semestre de 1947.

5. Un Porphyre Leuco-tonalitique.
J. M. Cotelo Neiva
Resumo: Leuco-tonalite porphyry is a new igneous rock of the family of the tonalites. It is hololeucocratic, with a porphyritic texture: the phenocrysts of oligiclase-albite; and the groundmass, which is of microgranular kind, is made of oligoclase-albite, also quartz, rare crystals of biotite and some granules of apatite. It is of calc-alkalic chemism, si=304,5; al=39; fm=17; c=12; alk=32; k=0,04; mg=0,50; qz=76,5; and is affiliated into the trondhjemite magma.

6. Vila Cova (Serra do Marão) Importante Jazigo de Magnetite do Norte de Portugal.
J. Guimarães dos Santos ; J. M. Cotelo Neiva
Resumo: Este trabalho é uma síntese dos estudos que efectuámos e publicámos sobre o jazigo de Vila Cova e de ulteriores estudos que temos estado a realizar.


Contacto

Email:  venda.publicacoes@lneg.pt
Telefone:  + 351 210 924 635


 

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com