2680
PT LOGIN LOGIN
Vol. XVII, Fasc. 3/4 (1967)

Vol. XVII, Fasc. 3/4 (1967)


Vol. XVII, Fasc. 3/4 (1967)Categoria: Publicações, Estudos, Notas e Trabalhos, 1960 a 1969

15.90

O preço inclui IVA à taxa legal em vigor.

Descrição

Artigos

1. Algumas Considerações Sobre a Preparação de Minérios de Estanho em Portugal e a sua Possível Evolução.
Rolando José Cruz Moreira ( páginas)
Resumo: Uma análise às características de interesse para a preparação de minérios dos jazigos portugueses de estanho conduz à conclusão de que dispomos de um número muito elevedo de jazigos, sendo no entanto quase todos de pequenas reservas, baixos teores e disseminações médias ou finas.Aponta-se como vantajoso um tipo geral de diagrama utilizando separações gravíticas por fases e tecem-se considerações às diferentes operações a efectuar com base nesse esquema.

2. Estudo Geológico da Bacia dos Lignitos de Rio Maior.
G. Zbyszewski (102 páginas)
Resumo: Le présente travail est une monographie sur le bassin minier de Rio Maior. Il est basé sur une étude du terrain ainsi que sur les résultats de plusieurs campagnes de sondages. Après avoir fait l’historique des recherches, l’auteur montre l’âge pliocène du gisement, mis en évidence par la flore fossile des lignites et des diatomites.L’étude des sondages permet de définir le type de sédimentation qui s’est opérée dans le bassin minier, ainsi que les déformations subies ultérieurement par les dêpots, en raison de la tectonique locale. Les analyses des échantillons prélevés sur les sondages réalisés par le Serviço do Fomento Mineiro, permettent de définir les caractérístiques du lignite.
Le travail est terminé par l’évaluation des réserves du bassin minier qui atteindraient 36 millions de tonnes de lignite brut à 59% d’humidité.

3. O Jazigo do Cerro do Algaré.
Orlando da Cruz Gaspar (18 páginas)
Resumo: O Jazigo do Cerro do Algaré, situado na Herdade Monte Novo dos Mestres, na freguesia e concelho de Almodovar, do Distrito de Beja, foi objecto de trabalhos de pesquisa e de estudos geológicos e mineralógicos, efectuados pelo Serviço de Fomento Mineiro.Dos estudos realizados concluiu-se que o Jazigo é formado pelo enchimento de um sistema de fracturas que se desenvolvem paralelamente à direcção das formações quartzíticas e xistosas ante-viseanas, sendo a mineralização constituída essencialmente pela pirite e por uma associação de arsenopirite com lollingite. Acessoriamente ocorrem calcopirite, enargite, estanite e galena. Como os trabalhos mineiros de pesquisa se situam nas zonas de oxidação e cementação, ocorrem ainda os minerais secundários de cobre, ferro e arsénio característicos destas zonas.
As análises químicas e espectroquímicas revelaram a presença de Co com teores médios de 1000 ppm na pirite e de 5000 ppm na associação arsenopirite + lollingite, sendo os teors em Ni inferiores a 500 ppm, em ambos os casos. Com base na estrutura, composição mineralógica e paragénese o Jazigo foi calassificado de mesotermal filoneano.

4. Reservas Minerais e Recursos Minerais.
F. Nascimento da Fonseca (20 páginas)
Resumo: Neste trabalho o autor procura precisar as noções de «reservas» e «recursos minerais» discutindo os problemas relacionados com essas mesmas noções. Analisa a definição de «minério» e dá definições para «mineiro» e «economista» bem como faz considerações sobre o papel por ambos desempenhado dentro da indústria extractiva.No que se refere a «reservas» aceita o sentido dado por Lasky e Blondel e dá preferência à definição Leith para as várias categorias de reservas quando se trata de satisfazer as necessidades que o «mineiro» sente de exprimir o seu grau de conhecimento sobre um determinado jazigo em exploração ou com trabalhos de reconhecimento avançados.
A noção de «recursos minerais» dada baseia-se no trabalho de Lasky e Blondel. O autor procura dar definições das várias parcelas a considerar para a avaliação dos «recursos» e no que se refere a «reservas» – uma das parcelas a considerar – dá preferência à definição de Lasky e Blondel de «reservas demonstradas» e «reservas inferidas».


Contacto

Email:  venda.publicacoes@lneg.pt
Telefone:  + 351 210 924 635


 

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com