2694
PT LOGIN LOGIN
Vol. XXVI, Fasc. 1/4 (1984)

Vol. XXVI, Fasc. 1/4 (1984)


Vol. XXVI, Fasc. 1/4 (1984)Categoria: Publicações, Estudos, Notas e Trabalhos, 1980 a 1989

15.90

O preço inclui IVA à taxa legal em vigor.

Descrição

Artigos

1. Application of the Multielement Geochemical Analysis to the Mineral Prospecting. Geochemical Prospecting in the Sabrosa-Pinhão Area (Northern Portugal)
J. M. Santos Oliveira (22 páginas)
Resumo: No seguimento de uma campanha de prospecção estratégica na área de Sabrosa – S. Mamede de Riba Tua (Vila Real) visando a descoberta de ocorrências de minerais de Sn-W aplicou-se, como método de análise geoquímica multielementar, a espectrometria de emissão por plasma.A investigação, incidindo numa área de contacto entre granitóides sincinemáticos e rochas metassedimentares do complexo xisto-grauváquico, baseou-se na análise de Sb, Ag, As, Ba, Be, B, Cd, Cr, Co, Cu, Sn, Fe, Mn, Nb, Ni, P, Pb, W, V, Y e Zn. Contudo, apenas o estudo da distribuição do Sn, W, Be e B permitiu a definição de anomalias geoquímicas significativas, a nível de prospecção geoquímica estratégica de mineralizações estano-volframíticas. Muitos dos elementos analisados aparecem mais controlados por factores litológicos, somente parecendo adquirir maior importância em estudos de inventário geral e de suporte à cartografia geológica.

A selecção dos elementos a dosear (e consequentemente dos métodos analíticos e de tratamento matemático dos dados) deverá ser, portanto, função dos objectivos que se pretendem alcançar.

2. Calcários da Serra da Ota
Giuseppe Manuppella ; José C. Balacó Moreira (10 páginas)
Resumo: Os A.A. descrevem as formações aflorantes desta área, nos seus aspectos geomorfológico, estratigráfico e litológico, evidenciando, igualmente, a influência da tectónica no comportamento da formações.Como objectivo primeiro do trabalho, caracterizam quimicamente a matéria prima em superfície, com base nas colheitas realizadas ao longo de vários cortes geológicos. Esta caracterização permitiu estabelecer o seu grau de utilização. A selecção das áreas mais adequadas a cada tipo de indústrias pode, facilmente, ser obtida pela sobreposição das várias cartas litoquímicas, transparentes, ao esboço geológico.

Finalmente, dada a impossibilidade, na época, da realização de sondagens mecânicas, fornece-se uma estimativa sumária das reservas disponíveis, de acordo com os parâmetros, para o efeito, considerados.

3. Calcários e Dolomitos da Serra dos Candeeiros – 2ª Parte: Sondagens e Cálculo de Reservas
Giuseppe Manuppella ; José C. Balacó Moreira (16 páginas)
Resumo: O presente trabalho corresponde à 2.ª parte do estudo da Serra dos Candeeiros, cuja 1.ª parte foi publicada em 1974. Assim, dá-se conta da descrição litológica dos testemunhos das sondagens realizadas, do estudo petrográfico das formações que inclui também a pesquisa micropaleontológica, da análise química das formações em profundidade e, finalmente, o estabelecimento das reservas em calcários e dolomitos, desta zona.Indicam-se, também, os resultados das determinações dos graus de brancura da matéria-prima de superfície, tal qual e, em anexo, inclui-se um desdobrável com as curvas de isoteores em SiO2, R2O3, CaO, MgO e P.R., ajustável à carta geolitológica.

4. Contribuição para o Conhecimento Geológico-mineiro da Região de Alandroal-Juromenha (Alto Alentejo)
V. M. Jesus de Oliveira ( páginas)
Resumo: Na área de Alandroal-Juromenha, junto à fronteira luso-espanhola, onde afloram formações câmbricas, ordovícicas e silúricas, evidenciou-se pela cartografia geológica aí realizada, uma sequência litoestratigráfica que poderá ser generalizada a outras áreas do Alto Alentejo. Pela primeira vez foram cartografadas formações do Ordovícico na região de Alandroal-Juromenha, tendo-se correlacionado a litoestratigrafia desta área com a de Barrancos onde as diferentes formações se encontram bem datadas. O contacto Câmbrico-Ordovícico é interpretado como uma discordância: a passagem do Câmbrico inf. para o Câmbrico médio faz-se através de um nível de referência, representado por uma barra quartzítica, tendo-se cartografado um episódio vulcânico importante de características intermédio-ácidas no Câmbrico médio associado a vulcanitos básicos (espilitos).O estudo comparativo a que procedemos, permite-nos admitir a possibilidade dos mármores do anticlinal de Sousel-Alandroal serem de idade ordovícica, bem como os vulcanitos que lhe andam associados. Colocou-se em evidência um complexo ígneo constituído por rochas vulcânicas e sub-vulcânicas, que poderá corresponder a um ou mais diatremas, tardi a pós-tectónicos, cuja instalação teria acontecido ao longo de uma zona de fracturação com relevante significado regional. Finalmente foram definidos três tipos de estruturas mineralizadas: filonianas, estratiformes e disseminadas.

5. Exploração de Rochas Ígneas para Pedra Ornamental. Alguns Aspectos de Natureza Geológica e Estrutural
J. M. Farinha Ramos ; A. Casal Moura ; José M. Conceição Grade (14 páginas)
Resumo: Neste trabalho aborda-se a problemática da exploração de rochas ígneas ornamentais, focando aspectos relacionados com a fracturação das pedreiras e com as características da pedra, nomeadamente no que se refere à sua coloração.

6. Microscopy Applied to Beneficiation of Aljustrel Ores
Orlando da Cruz Gaspar (14 páginas)
Resumo: Aljustrel é um dos maiores jazigos de sulfuretos complexos, vulcano-sedimentares, da Faixa Piritosa Ibérica. Os seus minérios contêm mais de 44% de S, mas menos de 6% de Cu + Pb + Zn, sendo tradicionalmente reconhecidos como minérios de enxofre destinados à produção de ácido sulfúrico.Nos últimos anos diversos programas de pesquisa têm sido desenvolvidos no sentido de se conseguir um aproveitamento integral das pirites, com particular incidência na obtenção de concentrados de Cu, Pb e Zn, por flutuação. A microscopia de minérios tem sido intensamente utilizada na caracterização mineralógica, geoquímica, paragenética e textural dos minérios dos jazigos do Moinho e Feitais, e tem sido ainda um instrumento importante na interpretação dos resultados obtidos nos ensaios de concentração por flutuação.

7. Sobre a Possível Origem Eólica das Areias Brancas de Rio Maior
F. Magalhães ; A. M. Galopim de Carvalho (4 páginas)
Resumo: A aplicação do método de FRIEDMAN às areias brancas de Rio maior, na correlação de certos parâmetros estatísticos, constitui novo elemento a favor da origem eólica destas areias.

8. Utilização do Efeito Compton para uma Determinação Rápida e Precisa de W e Sn por Fluorescência de Raios-X
Pompeu D. Cramez (18 páginas)
Resumo: O trabalho realizado refere-se a uma metodologia ensaiada e devidamente testada no intuito de, por um processo expedito e preciso, obter uma análise quantitativa, por espectrometria de fluorescência de raios-X, dos oligoelementos Sn e W em rochas, solos e sedimentos de linhas de água de matrizes variadas.A correcção de absorção secundária foi feita através do método de Reynolds (1963; 1967) que se fundamenta na relação que existe entre o tempo de contagem de 105 impulsos do pico (efeito Compton) da ampola e o coeficiente mássico de absorção da amostra.


Contacto

Email: venda.publicacoes@lneg.pt
Telefone:  + 351 210 924 63


 

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com